Conheça o Paço do Frevo, no Recife


No que diz respeito ao turismo o Recife ainda anda a passos curtos, mas apesar das opiniões divergentes eu considero que o Paço do Frevo foi um dos raros presentes dados à memória da capital pernambucana.

O espaço foi inaugurado em 9 de fevereiro de 2014 (no Dia do Frevo)  com o objetivo de preservar e difundir a memória cultural do ritmo, considerado pela Unesco como Patrimônio Imaterial da Humanidade, e também irá funcionar como um centro de cultura local.

No imóvel onde o equipamento está instalado funcionava, até 1973, a Western Telegraph Company. O local ficou 36 anos sem uso até a intervenção atual. O prédio foi tombado pelo IPHAN desde 1998 e é integrante do complexo cultural, histórico e turístico das cidades do Recife e de Olinda.
​​

De acordo com a Prefeitura do Recife, cerca de R$ 13,2 milhões foram gastos na reforma do prédio através de investimentos do Governo do Estado, em parceria com o BNDES, Celpe, Instituto Camargo Corrêa, Instituto Votorantim, Itaú, Rede Globo, IPHAN e Ministério da Cultura, por meio da Lei de Incentivo à Cultura.
O projeto de restauração incluiu a recuperação das fachadas e a adaptação dos espaços internos do edifício e durou uns quatro anos. O resultado pode ser visto em quatro pavimentos do imóvel, divididos em cerca de 1.700 metros quadrados, que abrigaram um Centro de Documentação, Escola de Dança e Música e Exposições.

​​

Na programação do espaço, além das exposições permanentes e temporárias, acontecem espoeradicamnte aulas de dança e música. O lugar também abriga um importante centro de documentação, estúdio de gravação e uma rádio online.

Quando você for ao Recife, se programe para conhecer o RECIFE ANTIGO e não deixe de visitar o Paço do Frevo. As visitas ao local, que fica na Praça do Arsenal, no bairro do Recife Antigo, custam R$ 6 e R$ 3 (meia). Mas nas terças-feiras, a entrada é gratuita.

● PROGRAME-SE:

Terças, quartas e sextas, das 9h às 18h;
Quintas, das 9h às 21h;
Sábados e domingos, das 12h às 19h. 

Aline Siqueira

Sou pernambucana, natural do Recife, cidade que atualmente é o meu cais. Jornalista, graduada pela Universidade Católica de Pernambuco (Unicap), trabalho atualmente como diretora de comunicação em uma agência de conteúdo e digital marketing e também gosto de ser blogueira full time. Amo viajar, escrever, perguntar, aprender coisas novas e experimentar. Curiosa, também me aventuro nas terras do fotojornalismo e tenho como grande paixão e dom fotografar lugares. Desde a faculdade sempre me imaginei um dia trabalhando na Revista Viagem e Turismo. Os caminhos, no entanto, me trouxeram até aqui. Mas, enquanto eu não chego lá, a vida me deu o Entre Embarques, que edito desde 2012, para eu não morrer de emoções jorrando pela boca. Enfim... De avião, de carro, a pé ou de trem, não importa o meio, meu negócio é VIAJAR. Por isso, não esquento se tiver que passar horas em um aeroporto ou num avião porque para mim vira tudo uma aventura. Acho que o segredo é aproveitar a mágica do momento - afinal, o que é viajar se não SE PROPOR, abrir caminhos e expandir horizontes?

Talvez você também goste

Assinar o Entre Embarques

Digite seu endereço de email para assinar o Entre Embarques e receber notificações de novas publicações por email.

Nos siga

Curabitur accumsan sem et nisi ultricies porttitor.

Fanpage

Assinar o Entre Embarques

Digite seu endereço de email para assinar o Entre Embarques e receber notificações de novas publicações por email.